sábado, 28 de março de 2009

Florações de plantas hidrófilas

Recebi uma sugestao de post de um amigo aquarista, Alexandre Jose Picado, que tem grande experiencia em plantas de aquario, principalmente na forma emersa, na cidade de Registro-SP.
Depois de ler e reler seu email por diversas vezes, fiquei com este assunto na cabeça rs, e muitas vezes nos aquaristas olhamos para nosso aquario e pensamos, nossa... bem que poderia sair uma flor dessa planta e tal que iria ficar lindo .... eu so tive flor de anubia barteri nana e estranhamente, e na forma emersa de echinodorus latifolius...(que na verdade, acho que era apenas um botão, que nao desenvolveu).
(Flor de anubia barteri nana)
Mas quais sao essas benditas plantas que florescem???
Vamos começar sabendo o que é uma flor, porque elas aparecem e qual a função delas...
Flor, é a parte das plantas classificadas como angiospérmicas(divisão magnoliophyta) em que se encontram os seus órgaos sexuais.
A função da flor é assegurar a reprodução. Depois da fertilização do ovulo, o ovário transforma-se num fruto, que contém as sementes que irão dar origem a novas plantas da mesma espécie.
Desta maneira, milhares de especies de plantas, apenas nao florescem... pois sua estrutura reprodutiva é diferenciada, como na reprodução por estolhos.
Como a flor é o orgão sexual das flores e a reprodução delas depende da polinização, ao tratarmos de florações de plantas hidrofilas, esse assunto é bem mais delicado.... pois na marioria dos casos a planta lança de um artificio fisiologico de produção de uma haste, que irá conduzir a flor para a superfície. Que acontece por exemplo com as Echinodorus /Nympheas.
(Flor echinodorus cordifolius )

(Nymphea sp Blue)
Portanto, essas beldades, somente irao ocorrer em primeiro lugar... com plantas mais evoluidas, segundo lugar e de extrema importancia, de acordo com as caracteristicas do local da planta. O substrato fertil é bastante importante, a qualidade da agua e sem duvida nenhuma, a iluminação tem forte influencia sobre as plantas.
A familia das cabombas...
-Cabomba caroliniana ( variedades: caroliniana, paucipartita, pulcherrima )
origem: do Sul dos EUA ao Norte do Brasil.
flor branca.
-Cabomba aquatica ( cabomba roxa )
origem: Amazônia
flor amarela
-Cabomba piauhyensis ( cabomba rubra, vermelha, roxa )
origem: da América Central ao Centro do Brasil.
As flores são púrpuras, a C. piauhyensis forma albida de Cuba, possui flores de pétalas brancas.
-Cabomba australis
origem : Sul do Brasil , Uruguai, Paraguai e Argentina.
As flores possuem pétalas amarelas claras c/ uma mancha alaranjada na base.
Mas infelizmente, todas somente se desenvolvem fora d´agua.
A Egeria densa ( Elódea ),é originária do sudeste da América do Sul, e encontra-se disseminada em diversas partes do mundo ( América do Norte, África, Europa e Japão ), sendo considerada praga devido à sua rusticidade e capacidade de adaptação.Possui formato cilíndrico, as folhas são estreitamente lanceoladas e c/ bordas finamente serrilhadas, dispostas quase sempre em verticilo; o colorido varia do verde claro ao verde escuro. As flores são brancas. Sob luz fraca as folhas tornam-se menores e mais estreitas, ao mesmo tempo que aumenta o tamanho dos entrenós.
(Botão de Blyxa echinosperma)
Plantas hidrofilas que florescem: anubia barteria nana, glossos, cabombas, elodeas, oldenlandia salzmannii, ammannia senegalensis, Limnophila sessiflora, Nympheas , Violácea, heteranthera zoosterifolia, Rotala rotundifolia, Rotala sp. green. , Didiplis diandra ,Alternanthera reinekii ,eleocharis minima,Nymphoides humboldtiana, Utricularia sp, bacopas, echinodorus em geral, Hydrocotyle Verticillata , Hydrocotyle Leuceophala, blyxas.
Muitas outras também florescem, mas este é um assunto relativamente pouco discutido no aquarismo, geralmente as pessoas nao debatem de como produzir as flores, ou discutir o visual que estas podem produzir no aquario, no seu exterior....
Algumas plantas acabam florescendo submersas mesmo, como nas blyxas, anubias, glossos, eleochardis.... mas o que tenho visto em minha pequena experiencia, é que geralmente estas apresentam um botao de flor, que muitas vezes acaba nao se desenvolvendo a abrir a flor propriamente dita.
Isso aconteceu comigo por duas vezes com as anubias, tambem com eleochardis e echinodorus latifolis, que nao conseguiu fazer uma haste bem grandona pra colocar a flor dela pra fora....Acabaram virando 'bolinhas'.

Vamos entao a melhor parte... as fotos!!!

(Flor de Utricularia sp.)
( rotalas sp. green )
(Glossos)
(Didiplis diandra )

(Nymphea sp)
(Heteranthera zosterifoliafoto: Alexandre J.Picado)
(Violácea ou lilacina (?)foto: Alexandre J.Picado)
(ludwigia arcuata foto: Alexandre J.Picado)

(oldenlandia salzmannii )
(eleochardis parvula)

Hydrocotyle Verticillata

Hydrocotyle Verticillata

(Rotala rotundifolia)

sábado, 21 de março de 2009

Fim de semana agitado de encontros de aquarismo!

Caracas, tudo bem que eu nunca fui muito presente em encontros de aquarismo, prefiro ir tomar um cafe na casa do amigo e trocar as plantenhas...MAAAASSSS, este fds , teremos no sabado a tarde:
*ENCONTRO DUVAQUA?- Duvidas de Aquarismo
O encontro será sábado agora, dia 21 de março as 17 horas na porta da OCA do parque do ibirapuera.Porém, como o pablo vem de fora e alguns membros vão em lojas de aquarismo, nós vamos até as lojas da rua marques de itú ANTES do encontro.Acredito que ele chegará no sábado la pro meio dia, na rodoviária do tietê, de lá, seguiremos de metrô até a praça da república, iremos nas lojas e depois vamos pro encontro.Se alguem quiser ir nas lojas conosco, fique a vontade, todos são bem vindos..Possivelmente após o encontro no parque, iremos pra algum bar/balada, todos TAMBÉM estão convidados.O local que iremos após o parque, será definido lá, na hora, com a opinião de todos tendo o mesmo peso na hora da "votação". diz o moderador Guh.
*Paulo diz:
"dia 22 terá em minha residência próximo ao metro Carrão o primeiro expokillifishes com leilão dos mesmos aberto aos interressados e ñ irão somente os conhecedores de killies.O encontro começara as quinze horas, e já tem pelo menos cinquoenta pessoas confirmadas, além de ser há cinco minutos a pé do metro http://xn--carro-dra.Se quiserem estão convidados. "
Bom paseio e trocas a todos!

domingo, 15 de março de 2009

Camarões algueiros

VAMOS BATER UM PAPO SOBRE CAMAROES? DETALHES ,INFORMAÇOES TÉCNICAS E PARAMETROS DA AGUA...

Buenos diaz?! Hoje acordei cedinho, ja encanado de falar de camaroes... rs ve se pode? To tendo uma tara(rs), por esses bichinhos... que estou ate solicitando a autorização do Ibama para a importação deles...(do Bubble bee e mais cherry), pois atualmente no Brasil, temos Red Crystal e Red Cherry, rs to sabendo que outros estao chegando, mas ainda em pequena quantidade.

A boa noticia, é que ja consegui efetuar todo o cadastro, e ja solicitei a autorização de importação, regularidade minha pro Ibama, pelo menos ja saiu! Aqui no Brasil, é uma frescura imensa conseguir fazr isso oficialmente, rs enfim moramos no pais da burocracia né...

É um absurdo que um animal, que nao sobreviva numa temperatura de 28 graus, num ambiente que nao tenha nada de amonia, o Ibama ainda tem medo de que?? Que eles cotaminem e nasça uma super população de Bubble bee , Red Crystal ou Red Cherry no Rio Tiete? Ao contrario Sr Ibama.... NAO EXISTEM RISCOS DE CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL, fique tanquilo que eles vao ficar quietinhos em casa...a menos q algum milhonario excentico filtre a calha do Tiete com Purigen rsrsrsrs e pague pra alguem sinfonar o fundo dele rs...

Vamos passar as caracteristicas desses bichinhos maravilhosos, reis da faxina num aquario plantado!!
1- Red Crystal Shrimp (Camarao Red Crystal)

Nome: Caridina cf. cantonensis 'Crystal Red'

Origem: Ásia

Tamanho: 2-3 cm

pH: 6,8-7,2

Temperatura: 18-24 graus Celsius

A espécie “Crystal Red” (Neocaridina sp.), é uma das diversas espécies variantes do camarão Caridina serrata, sendo um híbrido do “Bumble bee shrimp” ou Camarão Abelha. São extremamente pequenos, seu corpo quando adulto chega no máximo a 2-2,5 cm, tendo um tamanho médio entre 1-1,5 cm. Seu comportamento pode variar quando em pequenos grupos ou quando mantido somente um exemplar, mas ao se formar um grupo maior, se mostram confiantes e exploradores, vasculhando vastas áreas do aquário a procura do que comer. É recomendado colocá-los em um aquário plantado, sem peixes que possam vir a tê-los como petiscos visto o seu tamanho diminuto. Apreciam água neutra a levemente ácida, tendo pH na faixa de 6,2-7,2. Resistem a temperaturas de 18-30°C, sendo aconselhável manter na faixa de 22-25°C. São sensíveis a metais e produtos químicos na água, devendo ser utilizada de preferência água tratada (ex: com Aquasafe) sem outros aditivos. Deve se observar que estes camarões são extremamente sensíveis à presença de amônia na água, esta deve ter nível ZERO, pois pode causar a morte deles. Sua alimentação consiste em algas e restos de animais. Aceitam muito bem ração (ex: Color Bits). Aceitam alimentos vivos como “enquitréias”, podendo esta ser utilizada com moderação. São conhecidos por serem detritivos, ou seja, comem qualquer detrito que encontrem pela frente, podendo comer além de ração e algas, cadáveres de peixes que se encontrem no aquário. Outra sugestão de alimentação é servir para os "Red Crystals" espinafre ou cenoura cozida. Cozinhe-os até ficar mole, quase se desfazendo, e então sirva para eles quando estiver frio. Não se esqueça de retirar o que sobrar. Para reproduzir o Crystal Red com sucesso, o aquarista deverá manter as condições ambientais descritas acima. Água limpa é o mais importante! Os "Red Crystals" podem se reproduzir mensalmente se forem fornecidos os cuidados apropriados. Seu ciclo de vida é de aproximadamente 15 meses e geralmente levam cerca de 6 meses para se tornarem adultos fisicamente, não se tendo certeza se antes disto estarão aptos a reproduzirem. Quando sofrem algum tipo de estresse intenso (ex: transporte) tendem a perder sua coloração, ficando quase transparente, mas logo após serem devolvidos a um ambiente calmo e com condições favoráveis, bem aclimatados e alimentados, voltam a ter a sua coloração forte.

2- Red Cherry Shrimp
Nome Científico: Neocaridina heteropoda 'Red'

Orden: Decapoda.

Familia: Atyidae.

Subfamilia: Atyinae.

Tamanho adulto: 3cm

Parâmetros da água:Temp: 25° C

Ph: Neutro ou ligeiramente alcalino

Gh: Médio

Ammonia/nitrito: 0

Nitratos: 5-10ppm

KH : Irrelevante

Sao maiores e mais proliferos que o de cima.

3- Bumblebee Shrimp
Nome: Caridina cf. breviata 'Bumblebee'
Origem: Ásia
Tamanho: 2-3 cm
pH: 6,8-7,2
Temperatura: 18-24 graus Celsius
Sao os pais dos Red Crystals, bem mais proliferos, nao suportam amonia, nem temperatura acima de 25C, portanto, se vc morar em um lugar quente.... é bom comprar um chiller, ou do nada TODOS podem morrer com o aumento de tempeatura.

4- Tiger Shrimp


Nome popular:Tiger Shrimp
Nome Cientifico:Caridina sp. "Tiger" (probably Caridina cantonensis)
Tamanho:2.5-3.5cm
Temperatura:melhor manter entre 20-25 graus

Parametros da agua:

Tem a preferencia por agua acid, onde procriam com facilidade, geralmete a dureza nao traz muitos problemas... o unico, porem é a descalcificação.

Alimentação:espinafre, raçao opara peixes de fundo
Origin: sudeste da China

Nao se desenvolvem a partir do estagio larval, nascem ja replicas minusculas dos pais!

5- Blue shrimp
Nome popular: blue shrimp, blue neocaridina
NomeCientifico:Neocaridina sp. "blue"
Tamanho:2.5-3.5cm
Temperatura: 20-25 graus
Parametros da agua:

Podem viver em boas condiçoes em ph ligeiramente acido (ph 6.6-7.0) e tambem em aguas alcalinas (ph 7.0-8.4 ou mais). Caarao muito adaptavel, é bastante prolifero, o que neste caso ocorre com maior faciliade em aguas levemente alcalinas, apesar de poder se reproduzir tambem em aguas acidas.
Food:Algas, fish food (flake, pellets etc)
Origem:China

6-Green Shrimp
Nome popular: Green Shrimp
Nome Cientifico: Caridina sp.
Tamanho: 2.5-3.5cm
Temperatura: manter entre 20-26 graus
Parametros da agua: Necessitam dureza, baixa ou media da agua, com agua levemente alcalina a maior parte do tempo, nao aconselha se aguas acidas, pois deterioram o exoesqueleto do animal.
Alimentação: Algas, fish food (flake, pellets etc)
Origem: India

7-Amano Shrimp
Nome: Caridina multidentata
Origem: Japao
Tamanho: 5 cm
pH: 6,7
Temperatura: 24 graus
São os melhores comedores de algas nas plantas. Principalmente as que nascem em Musgos de Java. Como recomendam, possuo 1 Caridina para cada 2 litros de água. As fêmeas atingem o tamanho máximo de 5 cm, já os machos são um pouco menores. Não atacam outros peixes. Vivem melhor em temperatura de 15 a 27 graus e pH de 6,5 a 7,0. Aqui no Japão são facilmente encontrados. Sua aquisição é quase obrigatória caso queira montar um aqua-plantado.

Passei aqui, so os detalhes de alguns favoritos... mas tem muitos outros mais... olha a listinha...

Malawa Shrimp - Caridina pareparensis parvidentata
Malaya Shrimp - Caridina sp.
Dark Green Shrimp - Caridina sp.
Neocaridina sp. "blue" - Neocaridina sp. "blue"
Snowball Shrimp - Neocaridina sp.
"Wild Snowball Shrimp" - Neocaridina sp.
Red Cherry Shrimp - Neocaridina denticulata sinensis "red"
Crystal Red Shrimp - Caridina sp. "Crystal Red"
Bumblebee Shrimp - Caridina sp. "Bumblebee"
Bee Shrimp - Caridina sp. "Bee"
Tiger Shrimp - Caridina sp. "Tiger"
Green Shrimp - Caridina sp.
Chinese Zebra Shrimp - Caridina sp. "Chinese Zebra"
Sri Lanka Dwarf Shrimp - Caridina simoni simoni
Indian Dwarf Shrimp - Caridina sp.
Indian Whitebanded Shrimp - Caridina sp.
Hawaiian Red Shrimp - Opae ula - Halocaridina rubra
Red Nose Shrimp - Caridina gracilirostris
Yellow Nose Shrimp - Xiphocaris elongata
"Ninja" Shrimp - Caridina serratirostris
Amano Shrimp - Caridina japonica


É so clicar em cima do nome comum, que esta direcionada 1a uma pagina com as informações tecnicas deles...

Bom FDS pra vcs!

Have a nice weekend!!!!!

quinta-feira, 12 de março de 2009

Plantas de aquario OTIMO PREÇO

Bom galera, o Beto, grande camarada do aquarismo, me passou uma relação de plantas que ele tem para vender.
O Beto mora no RJ e envia as plantas via SEDEX, vale a pena, ele une a grande variedade, as plantas sao exoticas e de qualidade!!!

Contato dele pelo email : aubeto29@uol.com.br

RELAÇÃO DE PLANTAS!!!!
Aponogeton madagascariensis R$ 60,00
Eusterallis sp. Broad Leaf R$ 3,00
Plagiomnium affine R$ 30,00
Tortula ruralis (Star moss) (5cm²) R$ 10,00
Barclaya longifolia Red R$ 50,00
Hemianthus micranthemoides (CONSULTAR)
Round Pelia ( Monoselenium Tenerum) R$ 10,00 (uma muda)
Anubia Nana R$ 20,00
Echinodorus Ozelot RED R$ 15,00
Equinodorus Tenellus R$ 5,00
Echinodorus Dschungelstar Nr.2 \"Kleiner Bär\" R$ 40,00
Vesicularia Dubyana (Musgo de Java) R$ 5,00
Rotala Macrandra R$ 3,00 ( 4 galhos )
Rotala Macrandra Green R$ 4,00 ( 4 galhos )
Limnophila Aquatica R$ 4,00 ( 1 galho )
Ludwigia Natans R$ 2,00 ( 4 galhos )
Lilaeopsis brasiliensis R$ 2,00
Rotala sp. Pussila R$ 6,00 ( 4 galhos )
Cryptocoryne Wendtti "Green Gecko" R$ 20,00
Potalamogeton perfoliatus R$ 6,00
Cladophora aegagrophila R$ 25,00
Echinodorus x barthii R$ 35,00
Ammannia sp. bonsai R$ 8,00 ( 2 galhos )
Microsorium Pteropus Windelov R$ 8,00
Blyxa Albertii R$ 15,00
Blyxa Japõnica R$ 3,00

BOM PROVEITO A TODOS E NAO PERCA A OPORTUNIDADE!!!

Plantas para carpete... qual usar???

Hoje resolvi falar de carpetes... quem nunca admirou um belo aquario com aquele carpetao fechado? É realmente de encher os olhos...
Mas partindo da ideia de se fazer um carpete, temos diversas exigencias que devem ser atendidas para que haja o sucesso na empreitada.
A primeira coisa que devemos associar a ideia de termos um belo carpete, sem duvida nenhuma é a necessidade te utilizarmos um substrato fértil e iluminação intensa (exeto no caso de musgos).
-Substrato fertil: pode ser utilizado ja o preparado industrializado como o Prodac, ou usarmos a tradicional receita com humus de minhoca.
Faço da seguinte maneira:
-Camada Inerte: é a camada mais externa, que vai ficar em contato com a agua propriamente dita. Pode ser feito somente de areia de filtro de piscina, ou a mesma, acrecita uma camada de alguma pedra, de acordo com o gosto, eu costumo usar basalto.
-Camada Fertil: Composta basicamente de humus de minhoca tratado (uso aproximadamente 1 kg a cada 50 lts de aquario) e Laterita, pedra que ira fornecer ferro para as plantas.(2gr por quilo de humus), e depois mistura-se ambos.
- Iluminação: sempre é melhor usar lampadas proprias para aquarismo, ou ate mesmo lampadas fluorescentes Luz do Dia, aquelas comuns mesmo... mas é necessario ao menos a relação de 1 watt / litro.
Portanto, num aquario de 100 litros, desconta-se a parte que nao tera agua do aquario, com o substrato, tera aproximadamente 85-90 litros de volume real...
5 Lampadas Luz do dia, seriam o ideal.

-> Tapete de Glossos...

Vamos agora dar uma passada nas especies de plantas que poderemos utilizar:

-Plantas:

1-Glossos (Glossostigma elatinoides)

Cuidado: medio
Cascalho:rico
Iluminação: forte

2-Eleochardis Minima (Eleocharis parvula)

Cuidado: facil
Cascalho:rico
Iluminação: qualquer

3-Hemianthus m. cuba (Hemianthus callitrichoides)

Cuidado: dificil
Cascalho:rico
Iluminação: forte

4- Tenellus tenellus (Echinodorus tenellus)

Cuidado: medio
Cascalho: rico
Iluminação: forte

5- Tenellus amano (Echinodorus tenellus amano)

Cuidado: medio
Cascalho:rico
Iluminação: forte

6-Gramínea (Lilaeopsis brasiliensis)

Cuidado: dificil
Cascalho:rico
Iluminação: forte

7-Riccia (Riccia fluitans)

Cuidado: medio
Cascalho:nenhum
Iluminação: forte

8-Fontinalis (Fontinalis antipyretica)

Cuidado: facil
Cascalho:nenhum
Iluminação: fraca

9-Musgo de Java (Vesicularia dubyana)

Cuidado: facil
Cascalho:nenhum
Iluminação: fraca

10- Utricularia graminifolia

Cuidado: Medio
Cascalho: rico
Iluminação: Intensa

Em breve falaremos nos detalhes do plantio dessas belezuras rs


Ate breve!!!

DF

quarta-feira, 11 de março de 2009

Dia Aquaristico!!!

Hoje tirei o dia para fazer algumas coisinhas nos meus aquarios... fui mexer num monte de coisas, refiz o layout do meu nano de 30 lts, que por sinal ficou muito bom....

Coloquei os Red Crystals em um aquario ja ciclado de 100 lts, pra ver se eles vao pra frente rs... pow, quero ter mais filhotinhos rs.... nem é pra vender, eu quero um aquario lotado deles kkkk...

E no nano, como tinham aparecido as porcarias das planarias , coloquei o casal de Aphosemyon australe gold... acho que todo mundo ficou contente com a troca rs...

Seguem as fotos ...

(Nano 30 lts)

Substrato humus de minhoca, areia de filtro de piscina e basalto.


Parte posterior, com placas de pedra, rs tipo paralelepipedo.


Flora: Blyxas japonicas e Anubias nana petit, no tronco de aroeira.


Aquario dos Red Crystals... detalhe do Aparecido na folha da Nymphea.... ahhh minino se teu pai te pega ai em cima rsrsrsrs...

Caso aumente a proliferação dos Red crystals, posto aqui pra falar pra vcs.... eu acredito que anteriormente, como eles estavam em um aquario plantado, com substrato de humus de minhoca e areia, rolava uma saturação de materias organicas... dai que surgiram as planarias... alem de antes eu estar com filhotes, que me impediram a sinfonagem por um bom tempo...

Ja que estou com mais uma femea com ovos e uma com cara de que logo logo os terá, resolvi mudar tudo e ver se melhora a vergonhosa marca de aproveitamento e sobrevivencia de apenas um filhote de red crystal....

O layout atual do aquario deles é o seguinte:

Flora:-Nymphea sp red/- Amazonense/- Taiwan moss/- Java moss.

Fauna:- muitas ampularias (Pomacea Brigesii)/- Uns 20 Red Crystals.

Equipamentos e parametros da agua:
-Filtragem: Ehein 300lts/hora. Filtragem esta reduzida porque coloquei perlon e tela na entrada de agua do filtro. Ligado all the time...
- Termostato: Nao uso neste aquario, mudei eles para este aquario que mantem a temperatura media de 22 graus...
-Substrato: Basalto. E as plantas (Nymphea e Amazonense). estao em "copos plasticos", contendo humus de minhoca e areia de filtro de piscina.
-pH: 6,8
-Amonia e Nitratos: zero
-Agua muito mole, mas acredito ser pq tinha acabado de fazer uma TPA... esperar o aquario estabilizar mais um pouco.
- Iluminação: 80 watts com lampadas LUZ DO DIA, cerca de 10 hrs por dia.
-Alimentação 2x/dia tetra.
O aquario em si, nao tem nada demais, esta ate simples demais rs, mas com o tempo vai ficar charmosao... rs to ensaiando fazer um paredao de musgo , mas a Cris nao quer me ajudar .... entao eles tem tufos mesmo kkkk...
Abraço, e força ae que a semana ja esta terminando!

terça-feira, 10 de março de 2009

Agradecimento

Gostaria de agradecer ao pessoal de todo mundo que tem acessado meu blog, o que acaba estimulando me a sempre estar trazendo algum artigo importante e de grande valia a todos nos hobbystas do aquarismo...
Um agradecimento especial claro pro pessoal do meu pais, Brasil. Em especial, aos amigos que sempre me ajudam nos meus momentos de duvida e desespero rs, como a Cris (BRA), Felipe (ESP) e o Sr Carlos Sadayoshi (BRA). Exceto o ultimo, eu, a Cris e o Felipe, fazemos parte de uma comunidade no orkut, chamada DUVIDAS DE AQUARISMO?, e aqui tambem aproveito e deixo o link da comunidade e o convite pra fazerem parte dela!


E tambem os hobbystas de paises como:
Portugal, EUA, França,Hungria, Espanha, Porto Rico e Macedonia!!!

E ai vai mais uma foto de um aquario meu...

Forte Abraço a todos,

Daniel Fileno

Hygroryza aristata


Nome genérico:Hygroryza aristata

Nome científico: Hygroryza aristata

Familia: Poáceas

Origem: Sudeste asiático

Iluminação: 1 W/L

pH min : 6 max : 8

Temperatura min : 22ºC max : 28ºC

GH min : 4 max : 18

Tamanho: 4 cm

Posição no aquário : Superfície

Manutenção: Fácil.

Características :Planta de folhas longas e esverdeadas que forma raízes decorativas.É indiferente à substratos mas é exigente quanto à iluminação.Usada como esconderijo de peixes.

De crescimento rápido , é usada em lagos e aquários abertos , sendo necessárias podas frequentes para que a luz atinja outras plantas.

Reprodução: Por divisão do rizoma .

Hoje o assunto, são elas.... As ALGAS!!!

Em uma tradução da experiente aquarista paulista Cristiane Magnussen, vamos passar por diversos tipos de algas, com suas respectivas fotografias e modo de combate.
Agradeçam a Cris!!!
- ALGAS.
Um breve resumo sobre essas pragas que aparecem em nossos aquarios. Espero ajudar a todos que sofrem com o aparecimento delas.
1- Alga Marrom

(Alga marrom sobre echinodorus )

Alga Marrom(Phaeophytas)

Divisão: Crisófitos.

Classe: Bacilariofíceas (Diatomaceas).

Característica: Organismo autótrofo unicelular que apresenta clorofila A e C, como também pigmentos adicionais do grupo das xantofilas (fucoxantina e diatoxantina) responsável pela cor marrom da alga e mascarando a cor verde da clorofila.

Hábitat: Encontramos diatomeas em águas salgadas, doces e até mesmo em terra úmida.

Morfologia do aquário: Aparecem em forma de um filme cor marrom que cobre plantas, decoração e até mesmo os próprios vidros do aquário. Se caracterizam por sair facilmente passando algo sobre elas. Também após um tempo apresentam um aspecto gelatinoso.

Causa do seu aparecimento: Elas são comuns em aquários onde a intensidade de luz é baixa ou também quando o fotoperiodo é muito curto. Concentrações altas de fosfato e especialmente de silicatos parecem favorecer o aparecimento delas. As concentrações altas de nitrogênio afetam, mas não chega a ser o principal promotor da aparição dessa alga. As águas alcalinas, aquários instáveis devido a uma recente montagem, também se encontra entre os fatores que favorecem sua aparição.

Método de Controle: Mudanças de água freqüentes para reduzir a carga de fosfatados e nitrogenados do aquário. Somar peixe, devoradores de algas como, loricáridos etc. etc. Manter uma população pequena de caracóis: Planorbis, Pomacea, etc... Aumentar a intensidade de luz a mais próxima para 0,5W./l, e um fotoperiodo de 10-12 horas. Eliminação manual por meio do sifonagem do mesmo nas mudanças de água.

2-Algas Verdes.

Algas Verdes

Classe: Clorofíceas

Característica: Elas são as chamadas algas verdes por apresentarem clorofila A e B e outros pigmentos adicionais como os caroteno ou o xantofilas. Mais da metade das algas verdes que nós achamos no planeta fazem parte da classe Clorofíceas que são cerca de 4.000 espécies em água fresca.

Hábitat: Estas algas normalmente cobrem gamas extensivas,como pântanos, estuários ou riachos. Em geral, tanto em águas doces como em salgada, até mesmo em áreas terrestres, ou associado a fungos que formam em simbiose, líquens. Ela se fixam nas paredes do copo do aquário principalmente. Nas anubias tem a tendencia de se fixar nas folhas.

Causas da sua aparição: Elas podem aparecer em aquários de recente instalação, nesses que nele a alimentação tenha sido excessiva aos peixes. Elas também aparecem em aquários maduros ou sempre que eles tenham abundante nutrientes em colapso. O fator decisivo é um desequilíbrio entre nitrato e fosfato, onde os nitrato excedem as 10 partes a 1 de fosfato que deveria ter. Quer dizer, eles podem deixar para um excesso de nitrato (em relação ao fosfato) ou para falta de fosfato (em relação ao nitrato). O normal é que seja por uma carência de fosfato. O uso ferro separado pode inibir a absorção de PO4, que é um das razões para o que seu uso é dissuadido.

Método de controle: -Análizar os níveis de nitrato e fosfato. - Os valores "saudáveis" são 10 ppm No3 e 05 a 1 ppm de PO4. - Em aquários tradicionais ou plantados “baixa tecnologia”, se deve remover raspando as algas dos vidros além de corrigir a deficiência ou fazer uma mudança de água e reduzir a comida que você tem dado aos peixes.

As mudanças de água devem ser freqüentes.

Ordem de ação

1. TPA de 50%.

2. Suspender o fertilizante líquido completamente.

3. Limpar os vidros do aquário de forma que isto nos sirva como testemunha.

4. Somar monopotássio de fosfato diariamente. A dose é de um grama cada 2000 litros. (Faça uma regrinha de 3)

5. Repetir os pontos 3 e 4 até que as algas parem de aparecer no aquario.

6. Quando as algas pararem, você pode começar a fertilizar novamente com nitrato de potássio e com os outros macros e micros.

Controlar a introdução de nutritivo em colapso que não são consumido pelas plantas. E aqui vai uma cauculadora para saber a quantidade que você deve adicionar de fosfato ou nitrato no seu aquario (em espanhol)

http://aquaplant-chile.cl/utilidades/calculador/cal_redfield.htm

3-Algas Azuis (Cianofíceas) "cianobactérias

(Ataque de cianofíceas)

Algas Azuis (Cianofíceas) "cianobactérias"

Divisão: Cianófitos.

Classe: Esquizofíceas também chamadas Cianofíceas embora no momento sejam chamadas pelo termo "Cianoprocariotas" porque ajudando à citologia delas é uma bactéria com pigmentos e por vir de plantas, ela se refere à terminação "- fícea".

Características: Organismos unicelulares ou filamentosos, uma série de pigmentos especiais do grupo ficobiliproteínas como ficoeritrina (coloração avermelhada) e o ficocianina (coloração verde azulado),devido a dominância do ficocianina no ficoeritrina, elas têm um verde azulado de coloração, sendo assim chamadas de algas azuis. A diferença de todas as outras verdadeiras algas que nós trataremos nesta seção, a cianofíceas são organismos procariota e então, bactérias, o que implica que não exista um compartimento celular complexo como nas eucariotas. As algas azuis apresentam uma cobertura externa onde nós achamos os pigmentos fotossinteticos, enquanto o interior da célula é incolor. Elas apresentam adaptações aos ambientes mais improváveis, adquirem novas capacidades que lhe permitem sobreviver em condições hostis.

Hábitat: Principalmente em água doce e áreas terrestres com certo grau de umidade. Morfologia do aquário: Elas normalmente formam recobrimento denso de verde azulado, no chão do aquário, como em plantas e decoração. Elas emitem um cheiro particular quando nós tiramos do aquário. Sem dúvida as identificaremos com claridade se nós tivéssemos alguma dúvida da presença delas, porque é um cheiro bastante penetrante.

Causas do seu aparecimento: normalmente fazem ato de presença nos chãos desses aquários que apresentam um fundo pobre em oxigênio devido ao excesso de materia organica acumulada e circulação escassa da água. Em geral, eles invadem os aquários com água velha, abundância de nitrogênio dissolvido em colapso, filtros descuidados, falta de oxigênio (temperaturas altas, o excesso de população, etc...). Alimentos vivos não consumidos que é enterrado no fundo e se degeneram, junto com aditivos inadequados colocados no substrato, favorecem o aparecimento das algas azuis.

Método de controle: melhorar as condições desse aquario, de imediato, tpas e sifonagem. Ter uma plantação abundante de crescimento rápido que compete diretamente com as algas para os nutrientes. Favorecer a oxigenação: manter uma população apropriada de peixe e plantas, e dependendo do caso colocar oxigenadores. Sifonagem periódica do fundo do aquário durante as mudanças de água. Limpar com certa regularidade as midias filtrantes dos filtros sem esperar que o filtro fique muito "sujo". Iluminar de um modo apropriado às plantas, tanto em condições de fotoperiodo como em intensidade. O controle mecânico é fácil, sabendo que elas saem com facilidade, ademais com as sifonagens durante as trocas de água. Sabendo que é organismo procariota a tendência que é dada a usar antibióticos para a eliminação delas, NÃO! Os antibióticos devem ser os empregados para combater as doenças bacterianas de nosso peixe e não é necessário o emprego deles para combater as cianofíceas; com isto nós favorecemos o aparecimento de outras cianofíceas, mais resistentes em nosso aquário, contra as quais se em um futuro, nossos peixes sofrerem alguma doença bacteriana não poderemos utilizar determinados antibióticos. Tentaremos evitar o uso de produtos químicos desnecessários em nossos aquários.

4-Algas Vermelhas (Rhodophyta) "Petecas"*

O mas facil é retirar as folhas, mas se você decidir se arriscar e realmente da certo (experiencia propria) aqui vai:

Divisão: Rodófitos.

Classe: Rodofíceas.

Características: Chamadas também de algas vermelhas, apresentam clorofila A e segundo alguns autores tambem a clorofila D, mas sem uma dúvida que forneçe a ela o nome vulgar de alga vermelha é o predominado ficoeritrina entre de todos os pigmentos que se apresentam estas algas São organismos pluricelulares e filamentosos.

A espécie de rodofíceas marinha podem apresentar uma associação que nos recorda plantas superiores quando de fato é um falso tecido.

Extrair as algas vermelhas da folha de uma planta devido a sua fixaçao custa muito e em alguns casos impossíveis de fazer sem danificar a planta.

Habitat: A alga vermelha predomina nas aguas dos mares mornos , sendo escassa em aguas doces. São poucos exemplares de água doce.

Morfologia no aquário: A espécie mais comum de algas vermelhas em aquário pertence a Audouinella e dá forma principalmente a uma série dos filamentos de pouco comprimento na borda das folhas das plantas ou de extremidades da decoração (principalmente troncos) da cor marrom escura preta, que nos recorda às fibras de uma escova, por isso seu nome comum de algas pincel (Petecas)

Causas de sua aparição: São considerados as algas mais dificeis de controlar no aquário e as causas de sua aparência são variadas Uma bomba muito poderosa que filtre excessivamente a água de nosso aquário, que cause uma corrente importante, pode causar a aparência das temidas algas pincel (Petecas) Igualmente, as águas com pouco CO2 e alcalino satisfazem e são propensas a ter esses problemas. A dureza elevada do carbonato e pouca TPA, influenciam também em sua expansão.

Método do controle: Manter a agua mole e ácida. Sempre que seja possível , adicionar o CO2 a nosso aquário através dos sistemas apropriados.

Eliminar de forma mecânica todas as folhas que estão afetadas, sem medo de deixar as plantas muito “peladas”, ja que qualquer resto de alga pode reiniciar uma nova praga. Diminuir a comida dos peixes, nao de forma exagerada. Colocar no aquário peixes que consome as mesmas, sendo o Siamensis original de Crossocheilus, verdadeiramente eficaz para essa luta. Em caso de filtragem excessiva, reduzir o poder da bomba do filtro.

Uma ótima solução é, na saida da bomba, colocar uma "flauta". aqui vai a tabela de como fazer essa "flauta"

Lts/hora ------ D(mm) -------- nº ----D. orificio (mm)

300,00 --------- 10,3 --------- 3 ----------- 5,9

600,00 --------- 14,6 --------- 6 ----------- 5,9

900,00 --------- 7,8 ----------- 7 ----------- 6,7

1200,00 -------- 20,6 -------- 10 ---------- 6,5

1500,00 -------- 23,0 -------- 10 ---------- 7,3

1800,00 -------- 25,2 -------- 10 ---------- 8,0

2100,00 -------- 27,3 -------- 10 ---------- 8,6

2400,00 -------- 29,1 -------- 10 ---------- 9,2

2700,00 -------- 30,9 -------- 10 ---------- 9,8

3000,00 -------- 32,6 -------- 20 ---------- 7,3

3300,00 -------- 34,2 -------- 20 ---------- 7,6

3600,00 -------- 35,7 -------- 20 ---------- 8,0

3900,00 -------- 37,1 -------- 20 ---------- 8,3

4200,00 -------- 38,5 -------- 20 ---------- 8,6

4500,00 -------- 39,9 -------- 20 ---------- 8,9

4800,00 -------- 41,2 -------- 20 ---------- 9,2

5100,00 -------- 42,5 -------- 30 ---------- 7,8

5400,00 -------- 43,7 -------- 30 ---------- 8,0

5700,00 -------- 44,9 -------- 30 ---------- 8,2

6000,00 -------- 46,1 -------- 30 ---------- 8,4

D(mm): Diámetro interior do tubo.

nº: nº de orificios de do tubo da "flauta"

D. orificio (mm) Diámetro de cada orificio da flauta em milímetros.

(alga filamentosa )




Alga pincel(peteca)

Obrigado Cris!

Seguidores

Ocorreu um erro neste gadget
 
Locations of visitors to this page